Vencedores da 1ª Edição - Melhores do Ano 2014


Abrindo o ano de 2015 com o primeiro post, nada mais nada menos do que o resultado final da nossa equipe para os Melhores Jogos do Ano de 2014.

Lembrando que o critério básico utilizado foi selecionar APENAS os jogos que efetivamente jogamos no ano que passou, e não necessariamente lançados em 2014.

Bom, chega de blá, blá, blá e vamos aos vencedores!













Pode não ter estreado como que esperávamos na nova geração, pelo menos em termos de história e jogabilidade. Assim como os antecessores, Infamous: Second Son decorre em mundo aberto, mas apresenta ainda assim um detalhe gráfico impressionante, com modelos altamente detalhados e efeitos de iluminação espetaculares. Um excelente exemplo do que pode ser feito em termos visuais na nova geração, e em específico, no PlayStation 4. Pelo Conjunto da obra, leva o prêmio.


Este é um jogo baseado em dois aspectos principais: Quick Time Events e carnificina ininterrupta, criados com extrema maestria. É incrível e deliciosamente violento. O nível de qualidade gráfica que a Critek conseguiu atingir com este exclusivo de Xbox One tem de ser ressaltada. Do brilho da armadura de Marius às faces dos inimigos contorcendo-se de dor a cada membro decepado. As partículas flutuam pelo ar, os cenários são lindos de morrer e as animações faciais são das melhores já vistas. É puro entretenimento!



Não é sua pretensão ser um simulador corrida, mas a sua qualidade é inquestionável. Com jogabilidade simples, a diversão foca no domínio das nuances e particularidades de cada pista, tornam-no num desafio aceitável. Unindo o fato da imprevisibilidade dos itens que recolhemos durante as corridas, encontram a receita mágica para um dos jogos mais divertidos 3DS. Parece um jogo infantil, mas Mario Kart 7 agrada tanto adultos e crianças, como poucos jogos no portátil.



Correr por locais familiares ao universo de Sonic pode ser muito divertido. Sonic percorre ambientes em um ritmo alucinante de forma adequada e os controles realmente conseguem manter-se bem adequados. Não pela inovação, mas sim pela pura diversão, SONIC DASH dispara na ponta e agarra o seu troféu.



Raros são os jogos que conseguiram transmitir a magia como em Child of Light da Ubisoft. Esta aventura em 2D utiliza um excelente sistema de combate por turnos, com muito mais dinamismo que a maioria do gênero, mas mais importante que isso, decorre num universo encantador. Tudo nesse jogo é especial, a história, os personagens, a trilha sonora... Memorável por diversas gerações.



Desenvolvido pela equipe por trás da franquia Fight Night, e utilizando a tecnologia EA Ignite, EA Sports UFC leva a ação, emoção e intensidade para dentro do octógono. Com essa nova tecnologia, a deformidade dos corpos dos lutadores em tempo real é espetacular. A simulação da Inteligência Humana adaptável é expressa através de personagens mais realistas já criados em um jogo de esportes. Levando à nocaute os seus concorrentes, Premio para ele por unanimidade.



Pegou as melhores e mais fortes características de Forza Motorsport 5 e inseriu-as num impressionante mundo aberto, com uma temática de um festival que combina corridas à grande velocidade e muita música. O resultado é uma das experiências de jogo mais empolgantes do ano, que consegue encontrar o equilíbrio perfeito entre a jogabilidade Arcade e o realismo. Por isso, Forza Horizon 2 voa baixo para buscar o seu premio em 2014.



A melhor forma de descrever Valiant Hearts é que trata-se de um jogo sobre a guerra, e não um jogo DE guerra. Apesar de seu estilo cartoonisado, Valiant Hearts tem um coração enorme, baseado nas histórias de sobreviventes reais da Primeira Guerra Mundial. Controlando vários personagens durante a aventura, todos têm algo de importante a dizer, cruzando-se em certos momentos da narrativa. Grandioso, original e emocionante, Valiant Hearts não merece ser esquecido entre os outros grandes nomes de 2014.



É a confirmação de que a série funcionou e está em excelente forma. O mundo do jogo parece menos misterioso, mas como o seu antecessor, é um vasto e maravilhoso mundo aberto, com algumas das melhores mecânicas de ação na primeira pessoa e uma narrativa cativante. Sem dúvida, é um dos grandes jogos de 2014.



Com certeza arrebatou alguns jogadores de surpresa, que possivelmente esperavam mais um jogo licenciado sem inspiração. Contrariando as expectativas, A Monolith criou sua história própria e personagens saídos do mundo de Tolkien e conseguiu entregar uma aventura competente. Gollum deve estar babando, pois o "precioso" troféu merecidamente fica em Mordor.



Os últimos anos de FIFA têm sido fantásticos, de tal forma que na última geração foi a casa preferida para muitos adeptos de futebol que gostam de videogames. FIFA 15 ainda é um jogo de futebol com qualidade, ainda mais com as recentes atualizações. A única questão negativa foi a ausência dos clubes brasileiros nessa edição. Esperamos que em 2015 esse fato seja superado.



De fato, a Bungie prometeu muito para Destiny, e se em termos de jogo em si ficou um pouco aquém das expectativas, a trilha sonora é um show à parte. Nesse projeto contaram com a participação de Paul McCartney. O resultado é uma trilha variada e emocionante, capaz de inspirar até mesmo nas várias seções repetitivas do jogo.



Não é preciso comentar mais nada deste clássico atual, mas sem dúvida é uma das melhores dublagens que já vi no mundo dos games. Os efeitos sonoros são sensacionais, e quando os warchiefs aparecem, é incrível! As conversas paralelas e comentários entre Uruks dão um toque especial ao enredo do jogo.



Como já vimos, esse jogo não pode passar em branco. Sua capacidade gráfica é a única, nesta geração atual, capaz de representar com louvor as características que o fizeram levar o título de melhor gráfico que jogamos em 2014. É de cair o queixo com a qualidade gráfica das cut-scenes. Pode até não ser uma obra-prima completa, mas sem dúvida nenhuma, corresponde à altura nossas expectativas no quesito gráfico.



Utilizando de forma primorosa e basicamente as mesmas mecânicas de combate de Batman (Warner) e semelhança incrível com Assassins Creed, nos momentos das escaldas, o troféu vai para Sombras de Mordor. Por sua singularidade e simplicidade na movimentação e combate, aliado ao excelente sistema Nemesis, nada mais justo.


A versão que a Naughty Dog adaptou para PlayStation 4 apresenta uma remodelação gráfica notável, que de quebra roda à 60 frames por segundo. O grafico foi melhorado, a jogabilidade ligeiramente refinada e ainda inclui os DLC da versão PS3, onde se destaca o fenomenal Left Behind. Por essas razões, leva para casa o premio de melhor remasterização.



Combinando uma história bem escrita com personagens até certo ponto carismáticos, ação sem descanso e um sistema de combate muito bem feito. O jogo pode ser frustrante em alguns momentos (principalmente no inicio por causa da curva de dificuldade), mas mesmo morrendo torna-se divertido em Mordor. Apenas uma ressalva: o jogo é extremamente viciante!



Como revelação, tivemos a grande felicidade de passar por ótimos jogos, sendo difícil a escolha de apenas um vencedor. Mas por unanimidade, Valiant Hearts destacou-se e apareceu em todas as listas de votação como revelação do ano.



Uma das grandes promessas de peso para o ano de 2015, The Wicther 3 vem com tudo para provar sua grandiosidade em belos cenários. Pelo menos foi isso que a Red Projeckt nos mostrou em seu último trailer. Então, é esperar para ver. Pela alta expectativa e desejo de continuar a saga de Geralt à caça de demônios, leva o prêmio para casa.



Esse jogo engana pelo seu visual futurista e bem desenhado, e emperra feio quanto a jogabilidade e controles. Simplesmente terrível. É impossível seguir a diante nas fases com um controle descalibrado da forma como está apresentado. Por essa razão, merecidamente, o troféu de maior decepção de 2014 fica com ele. 

E assim, chegamos ao GRANDE VENCEDOR DE 2014, na opinião de toda a equipe do Gamesphera, com 4 prêmios:



Gostou de nossa seleção? Discorda de algum título? Aqui é o seu espaço para deixar o seu comentário ou indicação do melhor do ano na sua opinião.

Todos os direitos reservados. Gamesphera - 2016. Tecnologia do Blogger.