Review - The Walking Dead: Season Two


Como podem perceber, este é o meu terceiro review da Telltale aqui no GamesSphera. Ela foi notada de forma surpreendente na indústria de games no ano de 2012, com uma aventura estilo point-and-click, distribuída digitalmente em forma de episódios. Mesmo com um game sem um orçamento milionário e graficamente abaixo da média de mercado, para a época. Mas apesar de tudo isso, acabou arrecadando vários prêmios de Melhor Jogo do Ano. Graças a um roteiro extremamente poderoso, inspirado no universo dos quadrinhos de mesmo nome, The Walking Dead "Season 1" conseguiu emocionar e cativar jogadores.


The Walking Dead: Season 2 é uma sequência direta da Season 1, e embora seja possível jogar a nova história sem conhecer nada do anterior, é altamente recomendado e interessante que joguem os capítulos anteriores. Se não possuir nenhum Save da Season 1, o novo jogo gera escolhas aleatórias para os eventos da última temporada, uma decisão que não me agrada, mas é necessária para prosseguir com a narrativa. Por isso, seria importante que jogassem a temporada anterior para realizar SUAS próprias escolhas na trama.


Sem dar nenhum spoiler, nesta segunda temporada assumimos o papel de Clementine, a menina que tínhamos de proteger na primeira temporada. Embora visualmente um pouco mais crescida, mas não muito mais velha em termos de idade, os eventos que presenciados anteriormente nos últimos meses, à levam a amadurecer. Iremos encontrar uma Clementine mais consciente da realidade, capaz de se defender e altamente competente e companheira.

Clementine passa a ter um papel enorme nos grupos por onde passa, e frequentemente é questionada por importantes ações e decisões a serem tomadas. Na minha opinião, isso não chega a ser um problema – excesso de destaque no protagonista – pois se encaixa bem no roteiro. Que por sinal está muito bem elaborado e executado na trama do jogo.


Por tratar-se de jogo de aventura, The Walking Dead não é focado na solução de quebra-cabeças. Em algumas situações, o game gera tensão também na forma como são apresenta as decisões aos jogadores. É o caso por exemplo em ações que conversas comuns, onde o tempo é bem suficiente para se pensar na resposta mais adequada, mas em situações mais extremas, temos pouquíssimos segundos para tomar uma decisão que poderá gerar grandes repercussões futuras (característica essa presente em todos os jogos da Telltale).

The Walking Dead: Season 2, assim como seu antecessor, é uma experiência bastante cativante e emotiva. Os personagens são todos memoráveis, o enredo é espetacular e as performances dos atores que dublam os personagem são brilhantes.


Quanto a novidades específicas para a nova geração, não há muito o que dizer. Tudo é muito similar ao seu antecessor. Mas há uma GRANDE novidade me agradou em cheio: ele está localizado para português!!! Houveram também pequenas melhoras nas animações dos personagens e a uma trilha sonora bastante eficiente, realçando toda a tensão e tristeza em alguns momentos do game.

Todos os direitos reservados. Gamesphera - 2016. Tecnologia do Blogger.