Dia do Portátil - O mais fracassado console.

Ola, amigos esta semana vamos surpreender vocês com coisas antigas. Vamos apresentar o portátil mais bizarro e fracassado da historia, pois o mundo não é feito só de sucessos.

Dos três principais fabricantes de consoles de videogame na atualidade (a Microsoft, a Sony e a Nintendo) dois são relativamente “novatos” na indústria. O PlayStation atingiu a maioridade não faz muito tempo, e o Xbox mal pode ser considerado um adolescente.

Mas antes da Microsoft havia a Sega, e antes da Sony a Atari. A história dos videogames está cheia de consoles fracassados que, por causa do preço, concorrência ou mercado, não conseguiram atrair a atenção do público. Hoje vamos apresentar o maior fracasso de portáteis.

Lynx (da Atari)
Lançado em 1989 por US$ 180



A idéia: a Atari produziu alguns consoles terríveis ao longo dos anos, mas o Lynx não era um deles. Em parte porque foi desenvolvido por uma empresa chamada Epyx e apenas produzido e distribuído pela Atari.


Lançado apenas um mês após o primeiro Game Boy, em termos técnicos o Lynx deixava o concorrente no chinelo. Ele tinha uma tela LCD colorida e iluminada, e hardware para zoom e rotação de imagens, o que permitia a simulação de ambientes tridimensionais como no jogo Blue Lightning, um predecessor de games modernos de combate aéreo como a série Ace Combat. Tenha em mente que o primeiro Gameboy com tela colorida só chegou ao mercado quase dez anos depois, em 1998, e o primeiro portátil da Nintendo com uma tela iluminada só foi lançado em 2004.

O que deu errado: o Lynx era grandalhão e inicialmente custava o dobro do preço do Gameboy. E pra piorar não tinha muitos dos jogos que os gamers queriam. A Atari praticamente abandonou o Lynx à própria sorte em 1994, focando seus esforços em um outro console chamado Jaguar

Todos os direitos reservados. Gamesphera - 2016. Tecnologia do Blogger.