Review - Battlefield 1


Battlefield 1 é o mais novo jogo da franquia clássica da EA Games. Lançado exclusivamente para Xbox One, PS4 e PC. O  game de tiro em primeira pessoa apresenta gráficos belíssimos e multiplayer cativante. Enquanto o seu arquirrival Call of Duty ainda patina no futuro distante em Infinite Warfare, BF1 recria proporciona a completa imersão nas batalhas da Primeira Grande Guerra.

Após o deprimente BF Hardline, a EA Games conseguiu retomar a posição e a atenção dos veteranos (e recrutas) que viveram ótimos momentos e sentiam falta dos melhores anos da série. Ao retratar as penúrias e o drama da Primeira Guerra Mundial, a EA mostra que acertou na mosca ao mudar de cenário. 

Resultado de imagem para Battlefield 1

Embora seja bastante similar ao que já sabemos de outros jogos do gênero, focando principalmente no modo Multiplayer, a questão do contexto histórico/documentário tenta transmitir uma nova experiência  ao gênero FPS. 

CAMPANHA
Desde sempre, a campanha da grande maioria dos games da franquia Battlefield, foi severamente criticada. E aqui, em Battlefield 1 não foi diferente. Entretanto, é preciso destacar que houve sim uma evolução e uma tentativa de que o enredo funcionasse. Creio ser este o principal mérito do game no quesito. Não se trata de nenhuma obra-prima, mas funciona de forma aceitável para um modo sempre relegado à segundo plano, em função da preocupação total voltada ao Multiplayer.

Resultado de imagem para battlefield 1 campaign

A narrativa presente no game, desmistifica e volta às origens do seu grande rival, ou seja, preferindo apresentar uma série de pontos de vistas distintos sobre o conflito, interligadas sutilmente pelo próprio fato ou ocorrência histórica. A campanha resume-se à seis capítulos (jogável apenas o primeiro pelo EA Access) bem lineares, espalhados por diferentes territórios e personagens, todos mergulhados nos horrores e dramas da guerra.

A diversidade de ação é bem acertada no contexto do game: em um momento você estará em pleno campo aberto repleto de inimigos e explosões por todos os lados, em outros utilizando-se de sua camuflagem para infiltrar-se em território inimigo e em momento mais tranquilos e até poéticos, é capaz de controlar uma pomba branca em um belo momento de transição entre tiros, bombas e lama.

Resultado de imagem para battlefield 1 campaign gameplay

Mas como informamos mais cedo, nem tudo são flores... Apesar de tantos acertos e esforços nesse sentido, a campanha não consegue fugira de alguns problemas crônicos. Além da linearidade executiva do jogo, a inteligência artificial medíocre dos seus aliados e inimigos, temos também a dublagem dos personagens. Muito tosca para um nível de detalhes gráficos absurdos.

Resultado de imagem para battlefield 1 campaign gameplay

A engine gráfica atinge um realismo sem precedentes na atual geração e possibilita combates em terreno que sofre constante evolução e destruição dinâmicas. E isso vale ressaltar, que ocorre tanto no single como no multiplayer.

Resultado de imagem para battlefield 1 animated gif

MULTIPLAYER
É verdade a máxima que diz: Battlefield 1 é, essencialmente, um jogo multiplayer. Havendo ou não uma campanha competente.
E graças ao excelente trabalho técnico realizado, é aqui  onde o título mais acerta, com vário modos de jogo e dezenas de opções capazes de garantir a sua longevidade, com extrema facilidade.

Resultado de imagem para battlefield 1 multiplayer

Em comparação aos mapas dos jogos anteriores, aqui estão maiores e melhores, sem que jamais pareçam vazios ou desabitados. O equilíbrio entre equipamentos e classes presentes no jogo, proporciona um trabalho de grupo ainda maior para o alcance da vitória, no campo de batalha.

Resultado de imagem para battlefield 1 multiplayer screen

Durantes os testes realizados, os servidores tinham poucos jogadores online e não era tão fácil assim encontrar uma partida. No entanto, notamos que há diversos servidores brasileiros, aguardando o lançamento oficial, no dia 21 de outubro, até porque apenas quem possuía o EA Access pode jogar as 10 horas do jogo, com antecedência.

CONCLUSÃO
Battlefield 1 é sim o melhor jogo da franquia. A arriscada aposta no cenário da Primeira Guerra foi um grande acerto. Mesmo havendo alguns problemas sérios na campanha e técnicos (dublagem), percebemos claramente que está no caminho certo. Com excelentes gráficos, som ambiente e multiplayer viciante, formam o supra-sumo do FPS dessa geração.



* O jogo foi analisado durante as 10 horas de jogabilidade, decorrentes da assinatura  EA Access



Todos os direitos reservados. Gamesphera - 2016. Tecnologia do Blogger.