X-Ray - Testamos Gwent - The Witcher Card game


A X-Ray deste mês analisa á fundo o jogo Gwent, o card game baseado em The Witcher 3: Wild Hunt, que esteve presente (e muito bem representado) na última BGS e liberado ao público. O grande barato dele é que está disponível com tradução em português de todas as cartas, além da dublagem em nosso idioma, mesmo estando em fase beta fechada!


Sua nova proposta, melhora ainda mais o tradicional e viciante mini game presente no jogo The Witcher3: Wild Hunt.


Logo no inicio do jogo, um tutorial bem completo apresenta o caminho das pedras, com as mecânicas básicas (novas e as já conhecidas) para se dar bem no viciante mundo do Gwent, desde as regras e funcionamento das cartas até o procedimento para construção de decks. Um deck bem construindo é garantia de uma vantagem durante o combate.


As regras gerais são basicamente as mesmas: dois jogadores duelam em uma arena dividida em três setores (Corpo-a-Corpo, à Distancia e Armas de Cerco) onde devem ser inseridas as cartas: os campos de curta, média e longa distâncias. Em um sistema “melhor de três”, vence o jogador que conseguir somar o maior número entre os atributos das três fileiras em duas rodadas.


O aprimoramento gráfico está muito acima do esperado. Nele, as cartas ganharam animações, design e sons próprios. Destaque para a carta de Gerald, onde uma animação é mostrada matando um monstro, ao som de “Não é seu dia de sorte”. Muito bacana! 



O matchmaking está bem rápido para localização dos adversários e, de todas as tentativas, nenhuma durou mais do que 30 segundos ou deixou de encontrar alguém.

Notamos que o beta já oferece microtransações com preços em reais, permitindo assim que o jogador adquira barris (como as caixas, em hearthstone) com novos itens e cartas. Lembrando que trata-se de um free-to-play, logo para subir mais rapidamente será necessário gastar grana real para isso.


Um duelo de Gwent não dura mais do que cinco ou 10 minutos, dependendo de quem está jogando. É possível passar desse tempo, mas apenas se tivermos dois estrategistas na mesa, que joguem pensando nos mínimos detalhes.


Cada jogador começa com 11 cartas no início da partida, e elas serão as cartas que ficam em sua mão até o final. Não é possível comprar mais, a não ser que o efeito especial de algum outro card ative este efeito especial.

Diferentemente do original, independente de quem vença o round, ambos recebem 2 novas cartas ao inicio do segundo round e 1 no inicio do terceiro round, se houver.

Resultado de imagem para Gwent - The Witcher Card Game

Sendo basicamente a mesma regra do mini game, a diferença se restringe em algumas cartas com poderes especiais, permitindo que o jogo gere estratégias complexas e extremamente bem planejadas.

As partidas podem ser difíceis no inicio, em decorrência do seu baralho ser inicial frente aos dos adversários que já estão jogando desde 25/out, quando o beta foi oficialmente lançado.

Resultado de imagem para Gwent - The Witcher Card Game

Impossível deixar de mencionar e citar a excelente localização do jogo para nosso idioma. Tudo muito bem traduzido e com ótimas adaptações. Bem ao estilo de Hearthstone, seu general, o personagem que representa sua facção, fala uma frase para provocar o adversário.

Parabéns à CD Projekt RED que soube valorizar o jogo ao localizá-lo por aqui e por ter a ciência de que o Brasil é um país que adora e acolheu muito bem os seus jogos.


Todos os direitos reservados. Gamesphera - 2016. Tecnologia do Blogger.